Vivi totalmente na inercia essa semana, nem por isso deixei de ler. Estou lendo Neuromancer, cuja historia se passa no Japão, num futuro longínquo; um clássico da ficção-cientifica. Dado essas informações, o leitor perspicaz dirá que é uma boa sugestão de leitura. Não é. Comecei a ler. Parei na pagina de número dois. E, mentalmente, conclui: William Gibson deveria estar totalmente cheirado de maconha, cocaína e pó de guaraná no momento em que começou a escrever este livro. Até o final da pagina dois eu já tinha lido as palavras "puta", "caraio", "porra" e "filho da puta". Não tinha lido nada de tão baixo calão desde que li Primo Basilio, onde teve uma narração de sexo oral épica (imagine uma narração de sexo oral; me lembrei disso, não sei o porquê). Com certeza este livro pode aumentar seu vocabulário (de xingamentos), mas não é o tipo de leitura que recomendo (principalmente para incultos).

3 comentários:

  1. ae mano kd os amv que vc disse que ia postar?

    ResponderExcluir
  2. Depois disso me interessei ainda mais pelo livro.

    ResponderExcluir