Foram muitos anos passados a correr para casa a tempo de ver o Dragon Ball, anos seguidos a faltar às aulas, chegar atrasado ao trabalho, etc. Tudo isto para não perder as aventuras de Son Goku e companhia na SIC, ou mais recentemente, na SIC Radical.
Porém, ao longo dos anos, a sagaDragon Ball foi tratada de várias formas no mundo dos Videojogos, com bons jogos como Dragon Ball Z The Legend da Sega Saturn ou Dragon Ball Z Bodukai 3 da PS2, e outras experiências algo fracas comoDragon Ball Burst Limit entre outros.
Este ano Dragon Ball Z está de volta aos videojogos com mais um jogo, Dragon Ball Z Ultimate Tenkaichi, um título que promete ser a derradeira experiênciaDragon Ball, com um modo campanha renovado e um modo história totalmente inédito.
Mas será que este Dragon Ball consegue honrar o nome de Ultimate e ser o melhor jogo de sempre?
Tal como os jogos de Dragon Ball Z que o antecedem, tambémDragon Ball Z Ultimate Tenkaichi teve direito a um modo história que conta as aventuras dos guerreiros do espaço desde a sua génese, mas com principal enfoque na sérieDragon Ball Z e Dragon Ball GT, começando na luta de Bardockcontra Freezer, e seguindo até ao combate do Super Guerreiro 4 Gojeta contra o Dragão. Cada combate é normalmente intervalado por sequências em vídeo com imagens retiradas da série, o que confere um pouco mais de espectacularidade ao jogo.

                        Na minha opinião
Baseado no desenho Dragon Ball, o game tem um ponto negativo para cada ponto positivo. O gráfico do desenho é bom, mas o do game deixa a desejar. Por outro lado, os cenários são destrutivos, ou seja, com possibilidade de destruir e explodir coisas. O som é bom, mas há versão apenas em inglês.

2 comentários: